quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

E você o que faria?

video


A primeira vez que assisti este vídeo fiquei emocionada.... e continuo a me emocionar toda vez que o assisto... Crianças, como vocês são únicas!!! Ops... lembrei agora... um dia cada um de nós - adultos -  já fomos crianças ... quer dizer que??? Isso mesmo, um dia já agimos desta forma (pelo menos a maioria de nós - adultos - creio eu)...mas o que aconteceu conosco? Isto mesmo... crescemos!!! e neste crescimento, acabamos nos esquecendo que podemos compartilhar e que isto não faz mal a ninguém. Compartilhar nos humaniza, diminui a competitividade doentia, voraz, mesquinha e aniquiladora - Como se não houvesse mais espaço debaixo do sol para ninguém de forma que ousamos querer monopolizá-lo! Quanta mesquinhez... Palavras duras, humilhações, abuso de poder, assédio moral, desrespeito, são algumas das diversas estratégias que alguns adultos utilizam para aniquilar o outro - que se torna inimigo quando acham que Ele - o outro - quer roubar seu lugar ao Sol! Espera - e aquele ditado que diz que "o sol brilha para todos" - será? Pena que já é noite, pois do contrário correria para a rua e veria se o sol não diminuiu seu brilho. Bom assistir filmes como este, pois eles me fazem Parar e lembrar que um dia já fui criança e que já  Compartilhei mais! Hoje vou colocar em prática esta atitude - compartilhar, dividir um pouco com os Outros a minha amizade, conhecimento, alegria, atenção, silêncio ... dividir o meu pão! Para HOje... fica aí a dica e continua a pergunta... E você o que faria?

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

"Deixe acontecer o que acontece"

Estou lendo um livro da autora Barry Stevens "Não apresse o rio (ele corre sozinho)", que está me levando a divagar...fui pesquisar no dicionário o significado desta palavra - divagar - e entre todos os que eu encontrei, um me chamou a atenção... vaguear... então pesquisei o seu significado e minha atenção foi chamada para ... "Passear ociosamente". Que delícia!!! "Deixe acontecer o que acontece". Segui a sugestão da autora, se é que foi uma sugestão, pois em gestalt nada se sugere. Como a autora diz "Mesmo que eu esteja certa na minha interpretação, se eu contar ao outro, roubo-lhe a oportunidade de descobrir por si só". Deixar acontecer o que acontece é como dar um chega pra lá na ansiedade. Ansiedade, puxa eu já vi esta palavra ser escrita e dita de tantas formas - anciedade, ansiosidade, anssiendade... assassinaram o português ..rsrs... mas neste caso, o da ansiedade é para assassiná-la mesmo... pois ela faz mal, pelo menos pra mim faz. Para Perls (o pai da Gestalt Terapia) no seu livro Gestat-Terapia Explicada, a ansiedade é "o vazio entre o agora e o depois. Sempre que você abandonar a base segura do agora, e ficar preocupado com o futuro, você experienciará ansiedade". Isto diz algo? Para mim diz... pois estou vivendo isto, neste momento! 2010 será um ano de eu abandonar muitas bases seguras e sei que correrei o risco de ficar preocupada com o futuro... ops!, será que sentirei muita ansiedade??? Sim e não...não sei... "Deixe acontecer o que acontece"... Quando me permito sentir, viver, experienciar estas palavras... a ansiedade se vai... e o que fica é uma pazzz...! Puxa, comecei escrevendo que estava lendo um livro, escrevi sobre Perls, sobre os erros na fala e escrita da ansiedade, e sobre conceito de ansiedade... isto que chamo de divagar... ou melhor... passear ociosamente... sem preocupação ... deixando acontecer o que acontece. E você?

domingo, 26 de julho de 2009

SER ÉTICO... depende de mim?

Neste 2o. Semestre de 2009 comecei a ministrar a disciplina de Ética e Bioética. Estou maravilhada...impactada...assombrada... Falar de Ética nos tempos atuais... será falar de algo utópico? Sei lá... porém... JÁ DECIDI!! QUERO SER ÉTICA!... e você? Veja o filme, e depois... compartilhe... se você quiser é claro!

video

domingo, 19 de julho de 2009

FAZ ALGUM TEMPO...

Faz algum tempo que não escrevo nada... Faz algum tempo que não tenho tempo para fazer o que realmente amo... o tempo é interessante... ele é chronos...devorador... angustiante quando estamos vivendo momentos felizes - passa rápido... angustiante quando queremos que ele passe rápido e daí... ele não passa... porque será que isto acontece? Tive um insight agora...quando estamos no presente, o tempo parece parar, pois ficamos ali grudados com os olhos no relógio, suplicando para que ele passe... e os ponteiros parecem congelados... acho que vou tentar grudar mais meus olhos e sentimentos nas coisas boas do aqui-e-agora, quem sabe desta forma o tempo passe a passos de lesma... seria bom... e você o que pensa disto? Compartilhe...se desejar é claro!

sábado, 27 de junho de 2009

Recebi esta Reflexão... de uma pessoa única... minha nova amiga Damaris!!! Obrigada por compartilhar e por me deixar compartilhar...

SIMBIOSE
Hoje, uma manhã de quarta-feira, do dia 05 de abril de 2007. Acordei, olhei pela janela, caminhei com o olhar, precisei me perder nas cores, formas, das coisas que estão ao redor de mim, para poder me encontrar. Simbiose - porquê? Pois por alguns minutos pude absorver um universo de coisas e trazer para dentro de mim, para mesclar com outras que já estão lá. Realmente, como nossa natureza é inquieta, reagimos de formas diversas, chega a doer, os porquês sem respostas, os ais sem remédios, as coisas que estão sem formas, o projeto que naufragou, as idéias de mundo melhor que só ficou na mente. Pensei no ser humano, esse ser que nos encanta, fascina, mais também mete medo.Transporto-me para aula que tivemos ontem. Estudamos sobre a vida de Pierre Bourdieu. Com sua sociologia da educação, ele nos leva a uma análise mais equilibrada, sobre o como fazer. Portanto, como pensar em revolução científica, sem esquecer que a educação é a instância por onde os parâmetros vão sendo estabelecidos e vão envolvendo o ser humano por inteiro.

Queremos celebrar a vida, queremos tecer elogios aos que alçaram grandes vôos, mas não podemos perder de vista que é preciso investir tempo e dinheiro pra educar, preservar o planeta, para limpar o lixo, pra dizer o que ninguém quer ouvir, para pensar no que estamos deixando para as próximas gerações. Vejamos: O aquecimento global, a poluição do mar, a vida que se perde nas ruas, sem rumo, sem perspectiva, sem valor.

A natureza já está reagindo, e nós? Como temos procurado a homeostase? Todas essas inquietações me sobrevieram essa manhã, mas elas já estão comigo a algum tempo. Confesso, amo a arte, mas a Arte pela vida, pelo belo, tanto estético quanto essência. Arte que enche vidas de cores, não uma vida, mais muitas vidas. Arte não utópica, mas transformadora, que transcende, que não gasta energia de forma banal.

Arte que me faz perceber o quanto preciso de gente, para ser gente. Que me faz ver, que se meus sentimentos forem nobres, não serei uma caçadora solitária, mas aprenderei caçar e viver em grupo. Arte, que me faz herdeira, do que? Das transformações sociais, dos rios que vão correr com vida, das crianças que serão educadas e amadas, das vidas que sairão das ruas.

Arte que propaga a vida e não a morte, arte que ressurge em forma de paz em meio ao temporal, que pontua na minha caminhada que jamais virá sobre mim realizações refinadas, através do sofrimento de outrem. Arte que é símbolo e reflexo de plenitude, de ser total, inteiro em relações, vicissitudes e amor.

Damaris Ribeiro.
* Alterações feitas em: 27/06/09.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Quem não for como uma criança.....



Recebi hoje pela manhã este vídeo... ele me fez lembrar de uma passagem bíblica onde certa vez os discípulos chegaram para Jesus e lhe perguntaram: Mestre - Quem é o maior no reino dos céus?
E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus" (Mateus 18:1-4)....

Este vídeo ilustra de forma sublime o que Jesus quis mostrar... as vezes somos levados pela vontade de crescer, ser independentes...e deixamos de crer que é possível ...

sábado, 20 de junho de 2009

Compartilhando...

Estou lendo um livro ótimo - único... Terrorismo Íntimo (A deterioração da Vida Erótica)... do autor Michael Vincent Miller - Recomendo! Quero compartilhar algumas verdades...

E pra começar..."Ninguém tem o monopólio da verdade". Isto é reconfortante, principalmente quando no dia-a-dia nos vemos no meio de uma guerra de "Titãs" do conhecimento... e nos sentimos um "Nemo"... talvez seja a hora de darmos valor as nossas verdades, sem descartar as dos outros, porém jamais superestimá-las....

Outro pensamento - Para aqueles que são desejosos de agradar a todos - "uma pessoa sem inimigos não tem uma verdadeira posição na vida". Ui! Esta doeu. Inimigos...eu?...Protesto!! Foi minha primeira atitude. Mass... fiquei a pensar... e continuo pensando.... agradar a todos? Impossível! Neste caso, se não agrado a todos, alguém se torna inimigo... não no termo negativo... vamos ampliar nossa visão... pois o inimigo as vezes pode ser aquele que não concorda... e nos provoca (as vezes de forma inconsciente) sentimentos...um tanto ...desagradáveis... pois quem gosta de ser contrariado? Talvez alguém goste... sei lá!... Basta!